2020. Junho 28.
Voltar

Descobra Szentendre e Visegrád

Com guia de turismo, visitaremos 2 cidades no Vale do Danubio - Visegrád e Szentendre. Faremos uma excursão em português para conhecer a paisagem e cidades lindas perto de Budapeste. O “Vale do Danúbio” é uma região conhecida como um dos maiores centros turísticos do país, sendo também reconhecida como património cultural. A “Curva do Danúbio” juntamente com a cidade de Visegrád encontra-se em lista de espera para que seja reconhecida e considerada Património da Humanidade. Desde 2006 que a santa protetora da “Curva do Danúbio” é a rainha polaca Santa Hedvig.

A primeira paragem da nossa excursão é Visegrád, na antiga sede real, onde admiraremos a vista deslumbrante do Castelo das Nuvens para o Vale do rio Danúbio. Visegrád, é uma povoada desde os tempos da pré história, no século XIV foi a capital da Hungria e residência dos reis. Foi nesta cidade que teve lugar a Conferencia da Visegrád em 1335. Na época do renascentista, o Rei Matias aumentou e modernizou a palácio que nos tempos de ocupação otomano ficou parcialmente destruído.Do castelo obtém-se uma vista única e maravilhosa para a Curva do Danúbio e para ao rio que com a força da sua corrente abre caminhos por entre as rochas das montanhas. Depois da visita ao castelo teremos oportunidade de conhecer as tradições renascentistas húngaras, num restaurante em estilo da época ouvindo música de tocador e comendo comida também adequada à época.

A proxima paragem da nossa excursão é numa pequena cidade barroca Szentendre, conhecida pelas suas ruas pitorescas e o seu ambiente mediterrâneo. Durante esta paragem, daremos um passeio, durante o qual vamos conhecer os monumentos da cidade. Szentendre é uma cidade de pequena dimensão, com seu próprio charme e beleza, com um centro histórico em estilo barroco, situa-se 20 km de Budapeste, na margem do Danúbio. Vive aqui uma comunidade notável de sérvios praticando a sua fé ortodoxa, preservando as suas tradições e costumes até aos dias de hoje.

A cidade é conhecida como um “centro das artes”. Os visitantes podem admirar as obras de arte dos membros de Centro de arte de Szentendre, vários museus e galerias. Vale a pena sublinhar a presença da exposição de uma artista, falecida em 1977, Margit Kovács, escultora e ceramista, uma das revolucionárias do movimento de ceramistas e cerâmica moderna no país. A vida cultural da cidade esta mais colorida com a presença de inúmeros cafés, restaurantes e as especialidades gastronómicas que aí se confeccionam.

Pode incluir-se neste programa, a visita ao Museu da Aldeia, que se encontra ao ar livre (Skanzen). No preço do pacote não se encontram incluídas as entradas nos museus e exposições. A duração do passeio pode se prolongar e completar com um almoço se o cliente assim o desejar.

Pedir orçamento