2020. Julho 10.
Voltar

Visita Completa de Budapeste em 8 horas - com guia em português

Durante este passeio privado com a ajuda de um guia de turismo descobrimos os pontos mais interesantes de Budapeste. Ao longo da visita vamos ter suficiente tempo para realizar visitas interiores. A duração da visita vai depender de Você, porém normalmente recomendo calcular com 6-8 horas de duração. Este visita lhe recomendo, se pode ficar apenas 1 dia completo em Budapeste, e deseja conhecer bem Budapeste. È uma visita privada em português, a partir do primer momento até o ultimo, Você estará acompanhado com guia de turismo de Budapeste. Caso Você deseja realizar visitas interiores, com a ajuda da licencia de guia de turismo oficial de Budapeste, entrará em todos os lugares sem pegar filas na entrada.

Durante o tour privado visitaremos os seguintes pontos:

Avenida Andrassy, considerada uma das avenidas mais bonitas de Budapeste, esta é uma avenida ladeada de edifícios e palácios de estilos, ecléticos, neo-renascentistas. Desde 2002 que esta Avenida é considerada Património Mundial pela UNESCO. A sua construção iniciou-se em 1872 e terminou, abrindo finalmente à circulação em 1876. Neste projeto participaram os arquitetos, engenheiros, artistas mais famosos e reconhecidos da época. Os palácios e vilas aqui situados, construidos principalmente por bancos nacionais e estrangeiros foram comprados por famílias da aristocracia local, banqueiros, latifundiários e famílias nobres com relevância na historia da Hungria. Por de baixo da avenida surge a primeira linha ferroviária subterrânea (metro), construida na Europa continental, que se mantém em funcionamento até aos dias de hoje.

Opera Estatal Húngara, identificado como um dos prédios mais bonitos de Budapeste, esta é uma construção, estilo neo-renascentista.  A sua fachada ricamente articulada, encontra-se decorada com inúmeras e várias pequenas varandas, estátuas e colunas. A sala principal é constituída por três pisos e possuí uma excelente acústica , sendo esta considerada, uma das mais belas plateias da Europa. Desde a sua  abertura  recebeu famosos compositores e artistas, como por exemplo: Gustav  Mahler, Erkel Ferenc  ou os Três Tenores.

À maior Sinagoga de Europa, o centro religioso e cultural da comunidade judaica em Budapeste.  A Sinagoga de Budapeste foi construída no estilo orientalista entre 1855-59, no lugar da casa natal de Teodor Hertz. O prédio tem capacidade para 6000 pessoas, e é Iremos visitar a praça memorial de Raul Wallenberg com a “Árvore da Vida”, o lugar comemorativo das 600.000 vítimas do Holocausto na Hungria. 

À continuação, chegamos até o Parlamento, o mais conhecido monumento, simbolo principal símbolo da cidade de Budapeste. Foi construido segundo os planos de Imre Steindl, entre 1885-1904.  Apresenta semelhanças com o parlamento de Londres, fazendo-nos lembrar o mesmo quando o olhamos. Os seus traços e construção possuem características neo-gótico eclético.  As suas salas douradas, cobertas de pedra mármore são palco digno de receções oficiais e para as festas. Na sala da copula encontram-se  expostas as mais valiosas relíquias e símbolos nacionais, a Coroa Santa, o Cetro, e a Espada, as jóias da coroa que fazem parte de um expolio de raridades europeias da idade média que perduram até aos dias de hoje. 

Praça da Revolução de 1956, e a Praça da Liberdade, onde descobrimos os momentos históricos mais importantes e edifícios mais emblemáticos da cidade. Vamos a conhecer o edifício maravilhoso do Banco Nacional, a Televisão Nacional, a Embaixada da USA e o Monumento do Soldado Ruso. Chegando perto da Academia das Ciências, ficamos perto da Ponte das Correntes Széchenyi, a primeira ponte  construida sobre o rio Danúbio em Budapeste. A sua construção foi concluída em 1849, com o seu estilo classicista, é um dos símbolos mais conhecidos de Budapeste. Logo chegaremos até o Memorial "Sapatos ás Margens do Danúbio", lugar conmemorativo, dedicado pelas vitimas do Holocausto Húngaro, instalados em 2005, baseado na idea de Can Togay e o escultor Gyula Pauer. Terminando o our, visita da famosa rua Váci, calçadão da cidade e a visita terminamos no centro de Budapeste, ao pé do Mercado Central.

Durante a visita atravessaremos sobre o rio Danúbio pela Ponte das Correntes, e na continuação conheceremos o funicular. Subimos ao Bairro do Castelo de Buda de Budapeste, tombado pelo Património Mundial da Humanidade, pelo seu significado cultural e histórico. O primeiro castelo foi construído na colina por volta dos anos 1200, como proteção aos ataques mongóis. Ao longo dos séculos, vários outros castelos foram erguidos para servirem de residências ou fortalezas dos governantes, entretanto foram sucessivamente destruídos por opressores, residentes ou durante os ataques da Segunda Guerra Mundial e da Revolução Húngara. A reconstrução ocorrida durante a segunda metade do século XX criou a atual estrutura de 300 metros do castelo. 

Galeria Nacional da Hungria e o Museu de História de Budapeste ocupam alas do castelo. Depois de apreciar vários pontos turísticos através da vista panorâmica do Castelo de Buda, visite esses lugares, que cobram uma taxa de entrada, para apreciar os tesouros que possuem em seus interiores e passamos pela Fonte de Rey Matías. Realizamos uma visita interior na Igreja de Matias (Mátyás-templom). A Igreja Católica Romana atual foi construída no fim dos anos 1200, mas foi transformada em uma mesquita nos anos 1500, quando a cidade foi ocupada pelos turcos. O arquiteto Frigyes Schulek restaurou o estilo barroco no fim dos anos 1800. Ele manteve alguns elementos góticos e adicionou telhas ao estilo diamante multi coloridas e gárgulas, criando uma aparência inconfundível no horizonte de Budapeste. Na igreja têm um extraordinário órgão, o interior da igreja tem afrescos de folhas de ouro e janelas de vitral. Ela abriga o Museu Eclesiástico de Arte, que contém esculturas medievais em pedra, relíquias sagradas e cópias das jóias de coroação e da coroa real húngaras. Outro elemento do projeto de Schulek é o Bastião dos Pescadores, nos arredores da igreja. Esse terraço branco cintilante tem sete torres que representam as sete tribos que povoavam a área de Budapeste em 896 com a estátua de bronze de 1906 de Estevão I da Hungria, que foi o primeiro rei da Hungria e um católico convicto. 

Continuamos até o chamado “Várkert Bazár”, protegido pela Patrimonio Mundial da UNESCO. O conjunto foi construido entre 1875-1883, conforme os planes do arquitecto húngaro Miklós Ybl. Originalmente foi um centro dedicado pelas actividades comerciais, mas em breve transformou-se como a cede das exposições e escolas. Durante a II. Guerra Mundial foi bombardeada, e a partir dos anos de 1961 funcionava como um centro cultural, dedicado pelos Jovens. Finalmente o Parque foi fechado entre 1984 - 2014, por falta de condições. O parque posteriormente foi completamente restaurado, conforme os planes originais, e hoje esta considerado, como uma joya de arquitectura no centro da cidade. Conforme á duração do tour temos a oportunidade de descubrir  a Rua Principal, a Igreja de Santa Ana, a Ponte Margarida, a Ilha Margarida, e uma das termas mais famosas da cidade, “Gellért”.

 
 

Pedir orçamento